• Mais Saúde

Úlcera gástrica: saiba identificar seus sinais


Problemas relacionados a digestão podem ocorrer ocasionalmente em qualquer momento da nossa vida. Desde uma simples azia à um quadro mais agravado, como gastrite, por exemplo.


A questão é que algum desses merecem mais atenção do que outros, pois suas consequências podem ser mais graves. Este é o caso da úlcera gástrica.


A úlcera se caracteriza por uma ferida, uma lesão nos tecidos, que pode acometer tanto a pele (externa) quanto o cólon (interno). A úlcera gástrica é a lesão causada no tecido que reveste o estômago humano.


O que pode causar


Dentre suas causas, o fator genético pode ter grande peso. O histórico familiar é um dos principais motivos do aparecimento das úlceras, inclusive as do tipo gástrica.


Outro motivo, um pouco menos recorrente, é através de uma bactéria chamada helicobacter pylori. Esse micro organismo ataca a parede do estomago, principalmente para pessoas com pré-disposição para o desenvolvimento do mesmo.


Além disso, alguns hábitos podem influenciar na aparição da úlcera. O estresse é forte aliado para o aumento de ácidos no nosso estômago, o que favorece o surgimento da doença. O uso contínuo de remédios como anti-inflamatórios também podem causar uma reação no tecido estomacal.

Sintomas

Normalmente a pessoa que sofre de úlcera, mesmo a que faz uso de medicações para a tratar, costuma sofrer de seus sintomas principalmente após alguma refeição. Os sintomas mais comuns são:


• Enjoo; • Vômito; • Queimação; • Dor abdominal; • Pontadas após refeições; • Sangue nas fezes (decorrentes de sangramentos no estômago).

Diagnóstico e tratamento

O tratamento consiste no uso de medicamentos, a fim de reduzirem o nível de acidez no estomago. Caso haja dores, também pode ser recomendado o uso de analgésicos.


O diagnóstico costuma ser feito através de uma endoscopia, onde a estrutura estomacal é visualizada a fim de verificar a existência de feridas no tecido. Raio-x e análise dos ácidos contidos no estômago também podem ser uteis no diagnóstico.


Caso você sinta algum desses sintomas, procure um médico especialista para diagnóstico. Essa é uma condição que deve ser descoberta e tratada o mais cedo possível, sempre com o devido acompanhamento médico.


No Mais Saúde você pode consultar com os melhores médicos da sua região, com até 70% de desconto. Clique aqui para saber mais e ter acesso.

201 visualizações

Instituto Catarinense Mais Saúde ®