Queda de cabelo: como evitar



A queda de cabelo pode indicar diferentes coisas, seja um reflexo do nosso corpo perante um mal estado, hábitos e rotina prejudiciais ou apenas o fim de um ciclo natural dos folículos.


Neste ciclo os fios de cabelo crescem, se fortalecem, se estabelecem e aos poucos vão caindo. Porém em alguns casos, dependendo da quantidade e intensidade dessa queda, isso pode indicar algum problema.


Alguns casos podem também se enquadrar em cabelos fracos e quebradiços, geralmente decorrentes em momentos de pentear ou lavar o cabelo.


A diferença entre eles é que na queda de cabelo o folículo cai por completo, da ponta até seu bulbo (aquele pontinho branco na raiz). E no cabelo quebradiço ele se parte no meio, principalmente por conta da sua fraqueza.


Fatores determinantes

Existem alguns hábitos que podem afetar diretamente no couro cabeludo e na saúde do cabelo, tanto para o bem quanto para o mal.


Uma alimentação ruim, estresse, vícios como álcool e tabaco, e sedentarismo são fatores que estão diretamente ligados à queda de cabelo, ainda mais se combinados.


É importante estar atendo pois esses hábitos só trazem malefícios a saúde como um todo. Se o cabelo é atingido significa que a possibilidade de um problema de saúde estar se desenvolvendo, pode ser grande.



Outros pontos que podem influenciar nessa condição são fatores momentâneos como amamentação, pós cirugias, distúrbios hormonais e efeitos colaterais provindos de medicamentos ou tratamentos médicos.

Dicas para evitar

Primeiramente tente manter uma rotina o mais saudável possível. Uma alimentação balanceada e atividades físicas são o suficiente para manter o equilíbrio na saúde do corpo e, também fortalecer os cabelos.


Busque sempre enxaguar bem os cabelos, para que todo o shampoo/condicionador seja removido. Caso contrário, os resíduos podem provocar efeitos negativos no coro cabeludo, como caspa e oleosidade.

Para cabelos mais cumpridos é interessante não lava-los todos os dias. Até porque manter um pouco a oleosidade natural do cabelo ajuda na proteção dos fios, principalmente em cabelos maiores.


E também é importante esperar o cabelo secar totalmente (e de preferência naturalmente) antes de dormir, fazer uso de boné/toca, e até mesmo amarrar o cabelo.


Em casos mais avançados e recorrente, é recomendado que se consulte um dermatologista. No Mais Saúde você tem acesso à profissionais altamente qualificados na dermatologia e diversas outras áreas médicas. Clique aqui para saber mais.

63 visualizações

Instituto Catarinense Mais Saúde ®