O que você sabe sobre as verrugas?


As verrugas são uma manifestação muito comum de diversas doenças, e podem ocorrer em qualquer parte do corpo. As pessoas com imunidade enfraquecida são as mais vulneráveis.


As verrugas são tumores benignos da pele causados ​​por substâncias como o papilomavírus humano (HPV). O vírus causa um crescimento anormal das células epidérmicas, e estas são liberadas na superfície do corpo, formando assim as verrugas.


A aparência, tamanho e formato dessas lesões estão diretamente relacionados a um ou mais sorotipos diferentes de HPV que causaram a infecção.


A infecção pode acontecer por meio de contato direto com pessoas ou objetos infectados, autoinfecção através de feridas abertas, que podem se tornar porta de acesso para o vírus, através de relações sexuais, e por meio do contato materno durante o parto.


Tipos de verrugas


Listaremos agora os tipos possíveis de verrugas:


• Verrugas vulgares: a modalidade mais comum das verrugas. Costumam ser mais ásperas e aparecerem em regiões com mais exposição, como mãos, joelhos, cotovelos, etc.


• Verrugas planas: são menores e amareladas, com aspecto mais macio. Geralmente aparecem no rosto.


• Verrugas plantares: essas são mais específicas, localizadas na planta dos pés. Costumam ser dolorosas e muitas vezes confundidas com calos. Tudo isso por conta por dentro das solas dos pés, o que pode causar a sensação de dor quando as pessoas andam.


• Verrugas filiformes: estas costumam atingir as pessoas mais velhas num geral. Tem aspecto fino e comprido e geralmente se localizam na face, principalmente nos arredores dos olhos ou boca.


• Verrugas anogenitais ou condilomas acuminados: essas podem ser mais sérias, costumam aparecer nas genitálias e podem ter relação direta com tumores de útero e de pênis.

Tratamento e prevenção


A prevenção em si é bem simples e direta: Proteção! Principalmente porque uma das principais formas de transmissão é através de contato sexual. Já para as transmissões diretas através de contato com ferimentos, o cuidado principal é não tocar na ferida.


Geralmente depois de algum tempo, a maioria das verrugas comuns desaparecem espontaneamente. Em outros casos, o tratamento pode ser feito através do uso de medicações específicas.


Alguns casos podem necessitar de cauterização ou a remoção das lesões por meio de eletrocautério ou crioterapia (destruição da verruga com uso de nitrogênio líquido). Também podem ser retiradas por tratamento a laser ou cirúrgico convencional, principalmente em casos suspeitos de câncer.


Caso você tenha algum desses tipos de verruga, fique atento. O ideal é que um médico especialistas seja consultado para realizar um diagnóstico preciso.


Entre em contato conosco e garanta acesso a ginecologistas, urologistas e dermatologistas para melhor tratar desta condição. Clique aqui e saiba mais!



158 visualizações

Instituto Catarinense Mais Saúde ®