Dor de dente? Pode ser cárie


O tema de hoje é saúde bucal, mais especificamente sobre cáries. Um assunto que é repleto de dúvidas e que, querendo ou não, é uma condição muito comum na vida das pessoas hoje em dia.


A cárie é o resultado da ação de ácidos nos dentes, causados por bactérias que existem na nossa boca e também por substâncias e resíduos, como açúcar e restos de alimentos.


Depois de consumir os resíduos de alimentos (especialmente açúcar), o ácido produzido pelas bactérias pode destruir o esmalte dos dentes. Portanto, se torna ainda mais importante manter a higiene bucal em dia para remover todos os resquícios e proteger os dentes.


Tipos de cárie


A cárie é uma condição comum, principalmente em crianças, porém isso não exclui a possibilidade de adultos a contraírem também. Os tipos mais comuns são:


• Cárie coronária - muito comum. Pode afetar criança e adultos. A cárie coronária se encontra na parte do dente onde ocorre a mastigação, ou entre eles.


• Cárie radicular - Com a idade, a gengiva se retrai, e acaba expondo parte da raiz do dente. Quando isso acontece, como o esmalte não cobre a raiz do dente, essas áreas expostas se tornam mais sujeitas à deterioração.


• Cárie recorrente - uma degeneração que pode ocorrer ao redor de uma restauração existente. Isso ocorre porque essas áreas tem a tendência de acumular placas que, eventualmente, causam lesões.

Sintomas e tratamento


Os sintomas mudam de acordo com o desenvolvimento da cárie dentária. Inicialmente, a placa bacteriana (película fina formada por microrganismos) se forma nos dentes, causando manchas esbranquiçadas e opacas.


Caso não seja detectada e tratada desde o início, a lesão aumenta e alcance outras camadas do dente. Quando o dano ultrapassa o esmalte do dente, iniciam-se os sintomas como sensibilidade e incomodo ao mastigar. Quando chega a polpa do dente, a dor pode se tornar intensa.


O tratamento costuma variar de acordo com o estágio da cárie. Em casos supérfluos, apenas uma aplicação de resina na superfície já resolve o problema. Em casos intermediários, onde o esmalte já foi danificado, é necessário uma restauração, onde se retira o tecido danificado do dente e é preenchido com resina, realizando as chamadas “obturações”.


Caso a cárie não seja tratada, ela corre sérios riscos de evoluir e provocar maiores estragos. Quando uma cárie chega ao seu ponto crítico e atinge a polpa do dente, ela pode criar abcessos na raiz. E nesse estágio pode ser necessário a realização de um canal ou até extração do dente.


Não bobeie. Caso esteja com dificuldade para mastigar, sensibilidade no dente ou dor intensa, consulte um dentista. Clique aqui para ter acesso às melhores clínicas com até 70% de desconto.



Instituto Catarinense Mais Saúde ®